Aterro sanitário: como funciona

O aterro é um depósito de lixo que tem a intenção de garantir que os resíduos sólidos sejam decompostos de uma forma mais ecologicamente correta.

É através de um aterro sanitário que os resíduos sólidos gerados pelas comunidades locais são tratados de uma forma mais ecologicamente correta. Com isso, os impactos da ação humana e da sua geração de resíduos são minimizados. Obviamente, o meio ambiente agradece por isso.

Diante desse cenário, resolvemos reunir aqui uma série de informações relacionadas ao aterro sanitário. Dessa forma, será possível entender o funcionamento desses locais e aprender como contribuir para o meio ambiente.

O que é aterro sanitário

Em uma definição técnica, um aterro sanitário é um local no qual são depositados os resíduos sólidos gerados pelos moradores de determinada região. Além dos resíduos domésticos, o aterro também recebe resíduos comerciais, industriais, etc.

Enfim, falando de forma mais abrangente, podemos dizer que um aterro desse tipo é um depósito de lixo que tem a intenção de garantir que os resíduos sólidos sejam decompostos de uma forma mais ecologicamente correta.

Por toda a sua importância, esses aterros são regidos por diversas normas técnicas e legislações ambientais. Afinal, a ideia é tratar o lixo sem que, para isso, o meio ambiente ou a saúde pública sejam prejudicados. Ou seja, é importante atender às normas para poder garantir que os impactos ambientais sejam os menores possíveis.

Aterro sanitário





Foto: Grupo Escolar

Como funciona um aterro sanitário

Agora que já sabemos o que é um aterro sanitário, podemos começar a entender como ele funciona. Nesse caso, é bom ressaltar que um aterro desse tipo não é uma simples área na qual são jogados os resíduos de forma aleatória. Pelo contrário, trata-se de uma obra de engenharia que segue diversas normas e padrões técnicos para garantir que os objetivos do aterro sejam alcançados. De qualquer modo, o funcionamento de um aterro sanitário pode ser resumido da seguinte forma:

 

  • Toda a base do aterro é constituída por um sistema de drenagem de chorume;
  • Abaixo dessa base, é montada uma espécie de caixa feita de polietileno de alta densidade. A intenção dessa “caixa” é evitar que os líquidos poluentes penetrem no solo e contaminem os lençóis freáticos;
  • No interior do aterro, é instalado um sistema de drenagem de gases. Isso evita que o gases poluentes se espalhem pela atmosfera. Aliás, é com esses gases que se cria o chamado Biogás (que é uma excelente fonte de energia);
  • Com tudo bem definido, os resíduos do aterro são cobertos por camadas de argila e por um sistema de drenagem da água da chuva;
  • Desse modo, todos os resíduos são colocados em uma área, acima das bases citadas e cobertas, para que o seu processo de decomposição aconteça de uma forma controlada;
  • E claro, todo o sistema deve ser muito bem monitorado e ser posicionado a uma distância considerável de qualquer curso d’água.

Aterro

Vantagens e desvantagens de um aterro

Apesar de ser uma grande invenção, um aterro sanitário também tem suas desvantagens. Isto é, toda a construção é marcada por um exercício de comparação entre custos e benefícios. Para realizar essa comparação, são pesados os seguintes aspectos:

  • Vantagens:
    • Os impactos ambientais são reduzidos;
    • A quantidade de gases liberados na atmosfera é reduzida;
    • Os gases podem ser fontes de energia renovável.
  • Desvantagens:
    • As construções exigem grandes áreas;
    • Em casos de falha na estrutura, como vazamentos, por exemplo, o impacto ambiental pode ser enorme;
    • A quantidade de camadas de lixo é limitada;
    • A construção pode ser marcada pela presença de ratos, moscas e outros animais que podem transmitir doenças;
    • Alto custo na implantação e na manutenção do aterro.

Portanto, de forma geral um aterro sanitário pode causar impactos no meio ambiente de formas positivas ou negativas. Para que os efeitos negativos sejam evitados, os projetos devem seguir rigorosamente os padrões e as normas técnicas. Mesmo assim, temos aqui uma solução bastante interessante para fazer com que a geração de resíduos seja controlada, gerando benefícios para a humanidade e para o meio ambiente.

Aterro sanitário: como funciona
Avalie esta matéria!






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*