Você está aqui: Capa » Meio ambiente » Coleta Seletiva » Lixeiras para coleta seletiva – Cores e significados

Lixeiras para coleta seletiva – Cores e significados

A coleta seletiva tem sido cada vez mais defendida e adotada em todo o mundo. A técnica, que consiste em separar materiais que podem ser reciclados durante o descarte dos mesmos, traz muitos benefícios à natureza e sociedade.

A sociedade atual é marcada por contantes inovações tecnológicas, o que faz com que a vida útil dos objetos adquiridos seja cada vez menor, já que outros mais modernos são criados rapidamente. Além de contribuir para o meio ambiente, evitando que novos  recursos sejam explorados como matéria-prima, a reciclagem se transforma em renda para catadores que revendem os materiais e evita o acúmulo de resíduos de difícil decomposição em aterros sanitários e lixões.

As cores e seus significados na reciclagem

A separação dos materiais recicláveis evita possíveis contaminações e aumenta o valor dos mesmos, facilitando e diminuindo ainda o custo do processo.

Cada cor corresponde a um tipo de material a ser reciclado (foto: divulgação)

Cada cor corresponde a um tipo de material a ser reciclado (foto: divulgação)

As lixeiras de coleta seletiva mais populares, de acordo com suas cores, destinam-se aos seguintes materiais: azul para papel e papelão; amarelo para plástico; verde para vidro e amarelo para metais.

Outras cores destinam-se ainda ao descarte de materiais que também precisam ser eliminados de maneira adequada para que não prejudiquem o meio ambiente.  As cores e materiais são: vermelho para pilhas; marrom para produtos orgânicos; preto para madeira; branco para lixo hospitalar; laranja para resíduos perigosos; roxo para resíduos radioativos; cinza para resíduos contaminados que não poderão ser destinados à reciclagem.

Como separar seu lixo adequadamente

As cores das lixeiras facilitam e padronizam o processo de reciclagem (foto: divulgação)

As cores das lixeiras facilitam e padronizam o processo de reciclagem (foto: divulgação)

Algumas cidades possuem, paralelamente à coleta de lixo regular, um serviço gratuito de coleta seletiva. Em outras localidades, o recolhimento dos materiais recicláveis é feito por cooperativas de reciclagem ou catadores autônomos. Outra opção é levar o lixo reciclável diretamente a cooperativas.

A separação dos materiais pode e deve ser feita por todos em casa. O lixo orgânico, biodegradável ou deteriorável – restos alimentos – deve ser separado dos demais materiais recicláveis durante o descarte.

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top